Skip to content
Aside

1993

Mas eu a conheci, e é isso que torna minha vida atual tão estranha. Eu me apaixonei por ela enquanto estávamos juntos, e me apaixonei ainda mais nos anos em que ficamos separados. Nossa história tem três partes: um começo, um meio e um fim. Embora seja assim que todas as histórias se desenrolem, ainda não consigo acreditar que a nossa não durará para sempre.
Reflito sobre essas coisas, e como sempre, nosso tempo juntos retorna à minha mente. Relembro como tudo começou, pois agora essas memórias são tudo o que me resta.

Aside

Pólvora

Costumo pensar que a vida não passa tão veloz como pensamos. O que acontece é que desperdiçamos: horas, minutos e segundos com coisas não importantes; nos preocupamos com o que vão pensar, com o que fazer no amanhã que, por mais triste que seja, pode nem chegar. Somos a falha da perfeição. Se você quer, vá atrás; corra, lute, mas não seja desleal com o seu “adversário”, mesmo que tal “inimigo” seja você. Pense na vida como um refrão, agitado ou melancólico, mas sempre belo; há dias que os refrões serão tristes, eu sei; mas cabe somente a nós fazermos nossos refrões felizes. E quem sabe assim, a vida não lhe presenteie com um dueto. E enquanto não chega a tão esperada hora de brilhar com tua tão esperada parceria, vá treinando, e se aperfeiçoando; colecione cicatrizes, prove que você é capaz de vencer, e enfim, escreva a mais linda canção dizendo que foi difícil, mas você foi forte e conseguiu vencer. Não existe nada mais valioso do que um objetivo em mente.

 

Aside

Por quanto tempo ainda devemos esperar?

Como é que você tá?
O que anda fazendo?
Ainda pensando em mim?

Já me vi fazendo essas perguntas tantas vezes, que ás vezes me pego dialogando comigo mesmo antes de dormir, mas quando finalmente adormeço eu não mais as faço, eu as respondo, não sou mais o interrogador, em meus sonhos, sou o criminoso. Não faz sentido, eu sei. Mas há uma outra pessoa que vive em mim, e ela se contenta em te encontrar, mesmo que só em sonhos. Mas de repente o “outro eu” estufa o peito e diz “não mais”, com tal voracidade que me faz ficar confuso e atordoado.

Mas quem sou eu pra me confrontar?
Talvez um louco, por saber que o único a sair ferido de tal duelo serei eu e ninguém mais. E mesmo assim deseja-lo fazer.

Viver o romance é viver em completo risco?
Sim, mas me conforta a ideia de ser salvo por você.

Mas eu não quero ser só um capitulo, inacabado, torto ou errado. Há livros assim com meu nome, histórias que eu nem fiz questão de tentar terminar, na verdade, nem me importava com o final. Mas tudo mudou, agora quero preencher este livro com um final feliz e piegas. Me pego sonhando, e por vezes não querendo acordar. E eu começo meu capitulo dizendo “eu venho e vou como se essa fosse a única opção, mas eu me pergunto ‘porque é que você não vem e vai comigo?'”

Aside

Me traga seu amor, esta noite

Eu quero que você me ame e entenda meu jeito, eu quero que você me mude e acerte todos os meus defeitos.
Por tantas vezes eu quis tudo, e quis até demais. Desejei tanto e me perdi em sonhos. Barreiras surgem em minha frente e criam muros impenetráveis, Mas meu desejo é inigualável. Desejo poder estar onde você estiver, e isso me faz escalar meus muros, mesmo não tendo forças e sabendo a verdade que nos separa. Mas eu não me entrego sem lutar. Mesmo sem armas, mesmo sem munição, mesmo sem ninguém para me ajudar, eu continuo minha escalada só na esperança de que do outro lado, você esteja lá para me confortar. E, mesmo que, demore uma vida inteira. Eu não desisto. O muro é alto, eu sei. Mas meu amor é maior ainda.
Venha comigo.

Isso é realmente o que você quer?
Eu não sei. Só sei que você está em algum lugar do meu coração, e não importa onde eu vá, você nunca parte.

O que você vem tentando fazer durante todo esse tempo?
Apenas tentando provar que estamos errados.

Podemos preencher todo esse desconforto e toda essa distância que há entre nós, com sorrisos e amor. Eu não me arrependo de nada, eu te quero e faria tudo aquilo de novo.
Mas agora, eu te pergunto.
É tão difícil pra você saber o quanto eu te amo?

Aside

O que faz um homem orar, quando está prestes a morrer?

E lá se vai Deus, sem querer saber de nós. Sem nem ligar se estamos sós. Se cansou de ver a humanidade matar em teu nome. Percebeu o erro que cometeu, ao se passar por um ser onipresente, sabia que merecíamos mais, mas, também sabia que não iriamos saber como lidar com tudo que seria dado para nós. E assim tomou a decisão mais difícil de toda sua existência, e lá se foi Deus, deixando apenas uma carta para trás.

Saiba que parto, não por estar cansado, mas sim, por achar que este planeta ficará melhor sem mim; viva e só morra pelo o que você acredita, não faça o bem pensando no céu, mas faça, porque você é bom e quer ver seus semelhantes felizes. Dizer que o bem sempre vence é a mais antiga mentira da humanidade, eu vejo o mal vencendo a séculos. Mas não porque o lado ruim é melhor ou mais forte, mas sim porque a humanidade cobra de mim uma missão que é dela, eu dei a vocês vida, consciência, coração, braços e pernas, vocês não precisam de mim em uma batalha, vocês nem sequer precisam de uma batalha. Mas eu vejo essa batalha acontecendo a séculos, e ainda em meu nome, como se eu fosse o general, como se eu mesmo puxasse o gatilho. Eu criei os animais sem consciência, e criei vocês superiores a eles, mas parece que eles aprenderam a amar e vocês não. Vocês destroem seu próprio planeta, e preferem tentar explorar outro planeta do que concertar o seu próprio planeta. Há vida em outros planetas, mas vocês são conhecidos como os destruidores de mundos e assim os outros seres se escondem de vocês, por medo do que acontecerá a eles. Vocês preferem mentir a contar a verdade, e ainda usam meu nome para isso, como se eu não estivesse ouvindo, como se eu não soubesse toda a verdade. Me fazem um ditador. Eu não me importo com sua cor, seu dinheiro, ou com sua opção sexual, me importo com o que há em seu coração, eu quero que todos vocês sejam felizes. Não sigam um livro, sigam seu próprio coração, por isso dei a vocês livre arbítrio. Mas por séculos vi vocês matando uns aos outros, por coisas banais, coisas sem importância. Vi vocês perdendo a fé e sendo enganados por terem fé cega. E eu pergunto a vocês. Porque matar e odiar seu semelhante? Porque destruir seu planeta?
Vou embora tentando encontrar respostas para minhas perguntas, mesmo sabendo, que, nunca encontrarei. Vou embora como um pai desapontado com o próprio filho, vou embora na esperança de que um dia possa olhar para trás e perceber que tudo mudou. Que minha ida, traga a vocês consciência, paz e humanidade. Vou embora na esperança que isso torne as coisas melhores. E espero que vocês um dia me perdoem por ter ido embora.